Translate

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

SANTA CONVOCAÇÃO


Dia do Senhor, 11 de fevereiro de 2018

1Fala o Poderoso, o SENHOR Deus, e chama a terra desde o Levante até ao Poente.
2Desde Sião, excelência de formosura, resplandece Deus.
3Vem o nosso Deus e não guarda silêncio; perante ele arde um fogo devorador, ao seu redor esbraveja grande tormenta.
4Intima os céus lá em cima e a terra, para julgar o seu povo.
5Congregai os meus santos, os que comigo fizeram aliança por meio de sacrifícios.
6Os céus anunciam a sua justiça, porque é o próprio Deus que julga.
7Escuta, povo meu, e eu falarei; ó Israel, e eu testemunharei contra ti. Eu sou Deus, o teu Deus.
Salmo 50.1-7

09h Culto Matinal
Rev. Rodrigo Castro
“As Festas e a Aliança” –
Baseada em Êxodo 34.18-28

10h Escola Dominical

18h Culto Solene
Prédica Rev. Alfrêdo Oliveira
“Como Viviam os Convertidos
1. Eles Perseveravam; 2. Eles Temiam; 3.Eles Criam
Baseada Atos 2.42-47

Venha adorar a Deus conosco!

O DI – Departamento Infantil – funcionará normalmente manhã e noite.

Igreja Presbiteriana Memorial
Rua Prof. Hercliano Pires, 201 – Piedade –
Jaboatão dos Guararapes – PE – CEP 54400-420
Telefones: (81) 3462 7600; TIM 996 680 199

(terceira paralela da Avenida Armindo Moura,
próximo ao COMAR 2)




domingo, 31 de dezembro de 2017

O DIA MAIS IMPORTANTE DO ANO



Desde a antiguidade o ser humano conta o tempo, e o faz através de calendários. Na sociedade ocidental adota-se o calendário gregoriano, um calendário solar promulgado pelo Papa Gregório XIII em 1582, e criado pelo astrônomo e filósofo Luigi Giglio, tomando por base as estações do ano, e visando corrigir imprecisões do calendário juliano que vigorava até então.
O calendário está estruturado em dias, semanas, meses e anos, e contempla desde as datas cívicas até as religiosas, bem como feriados e outras efemérides – fatos importantes que devem ser lembrados e/ou comemorados.
Mas, qual seria a mais importante efeméride para nós? Qual o dia mais importante do ano? Para os filhos da aliança o dia mais importante do ano é o Santo Dia do Senhor, cuja guarda é ordenada na Lei de Deus no terceiro mandamento (Êxodo 20.8-11 e Deuteronômio 5).
Na Antiga Aliança o shabat – descanso – era celebrado no sétimo dia lembrando a criação e a determinação divina para que o ser humano reservasse um dia para descansar e dedicar-se a adoração.
Na Nova Aliança, o shabat passou a ser celebrado pela igreja no primeiro dia da semana, apontando para a ressurreição de Jesus Cristo. Sobre o assunto a Confissão de Fé de Westminster assim se expressa:
VII. Como é lei da natureza que, em geral, uma devida proporção do tempo seja destinada ao culto de Deus, assim também em sua palavra, por um preceito positivo, moral e perpétuo, preceito que obriga a todos os homens em todos os séculos, Deus designou particularmente um dia em sete para ser um sábado (descanso) santificado por Ele; desde o princípio do mundo, até a ressurreição de Cristo, esse dia foi o último da semana; e desde a ressurreição de Cristo foi mudado para o primeiro dia da semana, dia que na Escritura é chamado Domingo, ou dia do Senhor, e que há de continuar até ao fim do mundo como o sábado cristão.
Ref. Exo. 20:8-11; Gen. 2:3; I Cor. 16:1-2; At. 20:7; Apoc.1:10; Mat. 5: 17-18. (CFW, XXI, VII)
Vivemos dias em que o Santo Dia do Senhor tem sido negligenciado, e muitos cristãos não atentam para a gravidade do pecado de fazê-lo. Deixar de guardar o Santo dia do Senhor, e atender às Santas Convocações, é tão quebra de mandamento, da Lei de Deus, quanto a idolatria, fazer imagens, tomar o nome de Deus em vão, desonrar os pais, matar, adulterar, furtar, testemunhar falsamente, cobiçar. Infelizmente, a quebra deste mandamento tem acontecido de maneira frequente, e o povo de Deus não atenta para a gravidade do pecado que enfraquece sobretudo a vida espiritual e a comunhão com o Senhor.
A nossa Confissão de Fé (CFW, XXI) e os Catecismos Maior (perguntas 115 a 121) e Breve (perguntas 57 a 62) nos instruem sobre a guarda do Dia do Senhor.
Que firmemos o propósito de, em 2018, sermos mais fiéis ao Senhor, e atentarmos para a guarda do Seu Dia.
Ad Majorem Dei Gloriam! Para a Maior Glória de Deus!
Rev. Alfrêdo Oliveira

(Publicado no Boletim Dominical da Igreja Presbiteriana Memorial, 31 de Dezembro de 2017)





quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Apocalipse


Apocalipse é o nome do último livro da Bíblia, escrito pelo Apóstolo João, no final do primeiro século, sendo o maior representante canônico da literatura apocalíptica, um gênero conhecido dos judeus e usado em épocas de crise com a finalidade de fortalecer a resistência e alimentar a esperança.

A palavra Apocalipse é uma transliteração do grego Ἀποκάλυψις e significa revelação, desocultamento.

O Apocalipse de João foi inicialmente endereçado às sete igrejas da Ásia (Apocalipse 1.4), que à época sofriam severa perseguição do Império Romano (Apocalipse 1.9), e seu estudo deve ajudar a Igreja a permanecer fiel em meio às crises, e se manter na convicção, e esperança, de que Deus mesmo dirige a história e a conduzirá a bom termo, executando os Seus juízos no tempo que Ele mesmo determinou, e que ninguém sabe, nem mesmo os anjos do céu (Mateus 24.36).

Entretanto, com o passar dos séculos, o desconhecimento da literatura apocalíptica, e hermenêuticas duvidosas, dissociaram o Apocalipse da ideia de esperança que devemos ter em Deus, e o associaram somente à catástrofes, e à conclusão das eras.

Em nossa Igreja, ao longo deste ano tivemos uma série de mensagens bíblicas no Apocalipse, quando examinamos o texto, à luz do seu contexto, e reafirmamos a inabalável certeza de que o nosso Deus dirige a história, e que o Seu Cordeiro é mais do que vencedor.

A Igreja, como noiva, deve aguardar, e ansiar, a segunda vinda de Jesus Cristo na certeza de que, o Senhor mesmo, enxugará dos olhos toda a lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor; porque as primeiras coisas passaram. (Apocalipse 21.4).

O Apocalipse, portanto, deve nos fortalecer para que cultivemos uma atitude de esperança diante dos problemas, dificuldades e tribulações que enfrentamos, na certeza de que na volta do Senhor, nas Bodas do Cordeiro, Deus reunirá os Seus santos para a bem aventurança eterna.

Soli Deo Gloriæ! Somente para a Glória de Deus!


(Publicado no Boletim Dominical da Igreja Presbiteriana Memorial em 26 de Novembro de 2017)



quarta-feira, 15 de novembro de 2017

sábado, 4 de novembro de 2017

VENHA ADORAR CONOSCO!


Dia do Senhor, 05 de novembro de 2017



Venha adorar a Deus conosco!

08h Culto de Oração – sob direção da UPH

09h Culto Matinal
Rev. Rodrigo Castro

10h Escola Dominical

18h Culto Solene
Prédica Rev. Alfrêdo Oliveira
“Lágrimas Enxugadas” –
Baseada Apocalipse 21.1-4


Igreja Presbiteriana Memorial
Rua Prof. Hercliano Pires, 201, Piedade
Jaboatão dos Guararapes – PE

(terceira paralela da Avenida Armindo Moura,

próximo ao COMAR 2)

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

VENHA ADORAR CONOSCO!


Dia do Senhor, 15 de outubro de 2017

Venha adorar a Deus conosco!

08h Culto de Oração

09h Culto Matinal
Sem. Eduardo Montarroyos
“Sadraque, Mesaque e Abede-Nego na grande fornalha de fogo” – 
Baseada em Daniel 3


10h Escola Dominical

18h Culto Solene
Prédica Rev. Alfrêdo Oliveira
“A Queda da Babilônia” –
Baseada Apocalipse 18


Igreja Presbiteriana Memorial
Rua Prof. Hercliano Pires, 201, Piedade
Jaboatão dos Guararapes – PE

(terceira paralela da Avenida Armindo Moura,
próximo ao COMAR 2)


sábado, 7 de outubro de 2017

Domingo na Memorial

VENHA ADORAR CONOSCO!
Dia do Senhor, 08 de outubro de 2017

Venha adorar a Deus conosco!

08h Culto de Oração

09h Culto Matinal – Gratidão pelos 500 Anos da Reforma
Prédica Rev. Alfrêdo Oliveira
“Castelo Forte é o Nosso Deus” –
Baseada em João 1.14


10h Escola Dominical

18h Culto Solene
Prédica Rev. Rodrigo Castro
“A Descrição da Grande Meretriz” –
Baseada Apocalipse 17


Igreja Presbiteriana Memorial
Rua Prof. Hercliano Pires, 201, Piedade
Jaboatão dos Guararapes – PE

(terceira paralela da Avenida Armindo Moura,
próximo ao COMAR 2)